Fellows Instituto Four

Natáia Cecília



Minha terra é meu orgulho, meu sotaque é minha força.” Com essa frase, Natália Cecília, essa menina porreta de Alagoas, anunciou sua participação no Brazil Conference 2019.



Nascida de família numerosa e do interior, Natália sabe bem o valor de sua terra, de sua cultura e valoriza, como ninguém, suas raízes. Ama o cuscuz e os bolos de rolo da avó, passear pelos lugares mais lindos de Maceió e pelas cachoeiras de Floripa, é bailarina, multi-instrumentista, poliglota, pesquisadora, com artigo publicado em livro. Com alma e talento de artista e a disciplina de bailarina, ela não mede esforços para conseguir o que quer, sem jamais perder a sensibilidade.



Assim é Natália, movida a paixão e ação. Em 2018, saiu do Nordeste para estudar Relações Internacionais em Santa Catarina, ano em que conheceu Tábata Amaral e sua história. Menina inspirando menina. Ouviu, dela, através de um vídeo no youtube, o que era a Fundação Estudar, o que era Harvard e o quanto isso era possível para essa alagoana também.



Para entender a grandiosidade de cada ato, vale saber que seus avós não foram à escola, seu pai tem ensino fundamental incompleto e sua mãe entrou para a Universidade aos 60 anos, todos eles sertanejos. Sair de Arapiraca para Florianópolis para estudar já tinha sido um grande feito, mas o Brasil ficou pequeno para ela. Com a mesma paixão e determinação com que dança balé, decidiu se submeter tantas vezes quantas fossem necessárias ao processo seletivo para voar alto, em terras do Tio Sam, e estudar em uma das melhores Universidades do mundo.



No caminho do processo, muito estudo, café e xenofobia também. Recolheu todas as pedras do caminho se tornando, na faculdade, a personificação do alto desempenho nos estudos. Tábata foi seu exemplo e inspiração.



Com o artigo científico “Diplomacia Científica e Desenvolvimento Sustentável”, foi selecionada como delegada para um evento oficial da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL), órgão da ONU.



2019, para ela, foi um ano particularmente especial. Foi Embaixadora da Região Sul no Brazil Conference at Harvard & MIT. Meses depois, entrou para o ProLíder, onde, entre muitos aprendizados, marcou o momento de solução de cases, quando aprendeu bastante com os participantes do grupo e ajudou em outro projeto.



Ao final do ano, foi ganhadora do Inovathon 2019 Scania Challenge, o que deu a ela a oportunidade de visitar a empresa na Suécia, após a pandemia.



Logo no início de 2020, atuou na Cesar School, no Cesar Summer Job, momento em que rompeu barreiras ao falar em público, o que, depois dessa experiência, aprendeu a gostar de fazer. Organizou o Brazil Conference at Harvard & MIT, tornou-se Líder de tecnologia na Female Force LATAM, iniciativa da Maya Capital para fomentar o ecossitema do empreendedorismo feminino na América Larina e, para fechar com “chave de ouro”, já Líder Estudar, passou para o intercâmbio em Harvard, no Programa Visitor Undergraduate Student (V.U.S).



Seu sonho, ao sair de Alagoas, terra que ama, é contribuir para mudanças significativas no Brasil. Diz muito a frase "a gente só sonha com aquilo que conhece" , acredita fortemente no poder dos exemplos e também que "mais importante que chegar lá é abrir a porta para outros chegarem junto